Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Seguindo adiante com a Nuvem carta 6 / Petit Lenormand

Olá pessoal!
Quantas vezes vocês atravessaram uma tempestade? 
Digo, "tempestade da vida", aquelas das quais a gente imagina que não conseguirá passar para o outro lado do caminho por não ser capaz de distinguir absolutamente nada com clareza, e supor que não sobreviverá emocionalmente à prova imposta pela vida.

Nossa! Eu posso garantir que já passei por umas boas tempestades com muitas "Nuvens", rsrs...mas certamente, como quase todos os desafios da vida,  não duram para sempre.


Se existe algo que me encanta na cartomancia é poder ver expresso as vivências existenciais dentro deste mundo de imagens, o que torna "visivel" um sentimento por vezes perturbador, inconsistente,  pois ainda não se tomou posse conscientemente de seus desdobramentos.

Momentos e posição  "Nuvem" trazem a incerteza e a perda temporária do "controle" da vida ou da situação. Algo que pode ser perturbador para nós, pessoas que gostamos de pensar que temos as rédeas da vida nas mãos.

De fato a vida é esse rio que corre, cercado de bordas irregulares, com seu leito acidentado, e no céu, no ponto alto do nosso pequeno universo pessoal, as "Nuvens" vão chegar para trazer seu aprendizado importante.

Um aprendizado diz respeito ao fato de que nem sempre estaremos no controle dos fatos da vida...
Viver não tem bula, nem fórmulas mágicas, nem mesmo roteiros que nos deixem seguros. Viver é fluxo contínuo, alegrias, ganhos e perdas, dores, sobressaltos, bons e maus momentos, e um eterno aprendizado da Alma que nos impulsiona  ao crescimento.

A primeira magia da Nuvem é saber caminhar com a venda nos olhos, pisar no chão com a certeza que nossas quedas, se acontecerem, não serão eternas, apenas uma fase transitória de incertezas e apreensão.

Outro aprendizado é  encontrar dentro de si a paz necessária no meio do caos...
Nesse mundo de razões e prontidões, ter o caos em si pode nos levar a um estado de momentânea desestruturação. Sim, é temporário como tudo na vida e podem ter certeza que do caos nasce a luz.
Como tudo na vida as "Nuvens da incerteza e instabilidade" vão passar cedendo lugar ao que estave oculto por um tempo, o sol.

Nossa tendência de certa forma é perder a fé, a esperança e a paciência diante da insegura e tumultuada passagem da Nuvem, o que de nada adianta ou contribui.

Se o texto trouxe alguma oportunidade de reflexão para meus amigos que acompanham o Blog, já me considero satisfeita. Pensar sobre o que nos incomoda é de grande auxílio quando estamos diante de um momento concreto numa relação entre cartomante e consulente.

Jogos onde a Nuvem está presente sempre oferecem uma dose extra de cautela, inclusive na forma como o jogo deve ser colocado para quem ouve. As vezes um resumo no fim da consulta, ou mesmo a anotação de aspectos mais importantes do momento, feitos pelo consulente, podem ser melhor considerados em outro momento, trazendo a clareza que lhe falta no instante da leitura, seja pela ansiedade ou pelo desespero.

Para finalizar deixo um trecho de Fernando Pessoa em seu "Fragmento 204". Ele fala de sentimentos difusos, angustiantes porque não se definem, um certo tempo de espera que depende da fé para que se torne sol outra vez:

Nuvens... Existo sem que o saiba e morrerei sem que o queira. Sou o intervalo entre o que sou e o que não sou, entre o que sonho e o que a vida fez de mim, a média abstracta e carnal entre coisas que não são nada, sendo eu nada também. Nuvens... Que desassossego se sinto, que desconforto se penso, que inutilidade se quero! Nuvens... Estão passando sempre, umas muito grandes, parecendo, porque as casas não deixam ver se são menos grandes que parecem, que vão a tomar todo o céu; outras de tamanho incerto, podendo ser duas juntas ou uma que se vai partir em duas, sem sentido no ar alto contra o céu fatigado; outras ainda, pequenas, parecendo brinquedos de poderosas coisas, bolas irregulares de um jogo absurdo, só para um lado, num grande isolamento, frias.

Desejo a todos vocês uma bela cartomancia, feita com respeito ao próximo, ética e dedicação constante!
Bjus 
Sonia Boechat Salema









quinta-feira, 3 de agosto de 2017

A carta do dia: exercício de sensibilidade e atenção.

Compartilhando uma mensagem do Baralho das Almas...

Creio que a maioria de nós que trabalha diariamente com as cartas, tem por hábito tirar a "carta do dia".

Para quem não tem intimidade com essa prática, pode achar que ficamos "dependentes" de um conselho ou previsão. Bom, não é bem isso!

Ao tirar uma carta do dia como um conselho, nos damos a oportunidade de tirar uns minutos preciosos e dedicar um tempo de nosso olhar para algo que se estende além da própria compreensão material na qual estamos intensamente envolvidos.



A carta do dia é uma oportunidade de reflexão, um momento onde mergulhamos numa ideia e podemos desdobrar nossos sentidos fazendo um saudável exercício de sensibilidade e atenção conscientemente dirigida a um tema.

Mesmo para tirar a carta do dia, algo aparentemente simples, existe a importância de um minuto de silêncio e foco, desejando ardentemente que os portais da consciência se abram para alcançar uma informação que possa ser usada para o crescimento pessoal, beneficiando a nós mesmos ou nosso próximo, ou quem sabe, um olhar apurado para o que anda ao nosso redor.

Hoje minha carta do dia foi escolhida do Baralho das Almas, que venho apresentando aos poucos para vocês. A Carta 19/ Ouro , representa a riqueza, mas o que é a riqueza?

Para muitos de nós a "riqueza ou o Ouro" simbólico vai representar aquilo que nos é caro e nos falta, ou aquilo que precisamos tratar com uma habilidade especial para que se multiplique e nos enriqueça.

Hoje, especialmente tomo essa carta como uma necessidade de trabalhar garimpando as experiências para não me enganar com a aparência das coisas. Essa necessidade de ver além das aparências é algo que tento viver como um exercício diário.

Nem tudo que reluz é ouro, o valor das coisas é algo subjetivo, e se não for capaz de purificar e apurar o olhar somos facilmente iludidos pelo "ouro dos tolos".

No caminho de quem busca encontrar coisas positivas, preciosas, existe o risco eternamente presente do autoengano, da precipitação ao julgar e supervalorizar as situações pela aparência e brilho que possuem.

Creio que se um Vovô pudesse me dar um conselho hoje, diretamente deste simbolo, diria o que que indiretamente aconselhou no Baralho das Almas: se quiser prosperar traga sua boca fechada e a consciência iluminada.

Conselho do dia: Descubra o real valor das coisas. Faça uma alquimia interior e deixe sua alma brilhar em unidade com a consciência solar. Pense positivo e traga o brilho necessário para impulsionar seus objetivos. Silêncio ajuda a encontrar o real valor de suas necessidades. Seja próspero independente de ter o bolso cheio de dinheiro. Seja luz. esteja em sintonia com a riqueza do mundo e ela estará disponível para você. Aproveite o dia para prosperar em seus objetivos. Dia positivo.

Deixo meu bom dia, com a certeza todos temos em nós a capacidade de transformar nosso dia positivamente e encontrar valor nas pequenas coisas que a vida nos oferece como bênçãos.

Bjus e boa cartomancia para todos!
Sonia