Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

domingo, 14 de junho de 2009

QUEBRARAM O TEMPLO, MAS NÃO QUEBRARAM A FÉ!



Fomos surpreendidos por uma notícia sobre a invasão de um Centro Espirita, nesta última sexta feira. Invadiram uma Tzara, um local próprio para o desenvolvimento dos trabalhos espirituais dentro da espiritualidade cigana.
Entraram as escondidas, e em uma atitude que não nos cabe julgar, quebraram as imagens do templo, e deixaram o local preparado com tanto amor por seus dirigentes completamente danificado.
Como faço parte de uma Casa Espiritual, sei o quanto temos de dificuldade em organizar, e manter um espaço funcionando à serviço da caridade e do amor fraterno!
É um trabalho diário de cuidados e atenções, onde cumprimos as nossas obrigações com muito zelo e determinação.
Não temos fins lucrativos, e por isso precisamos contar com a disciplina, boa vontade e generosidade dos participantes e principalmente pela consciência atenta e desperta para o cumprimento de tantas disciplinas espirituais, para atender aos rigores do trabalho.
Sem dúvida ficamos perplexos diante de tanta violência e intolerância, que ao meu ver, não pode ser rebatida com mais violencia e agressividade. Nada adiantaria!
Mas algumas coisas servem de consolo e exemplo: O Povo Cigano nomade por excelência, sempre passou pacificamente pelas terras do mundo, sem reivindicar nada como seu, não são invasores de nada, ocupam espaços e depois se deslocam.
Nunca houve na história desta cultura casos de guerras e destruição causados por esse povo.
Infelizmente o Povo Cigano vem de um histórico de perseguições e sofrimentos oriundos do preconceito, que hoje ainda acontece e é noticiado por vários pontos do mundo.
Como reagem? Entregam para Dou-la, Deus, senhor dos destinos de todos nós...
As imagens quebradas serão substituídas e novamente imantadas, o Axé da Casa continuará o mesmo, e nós observadores, só podemos concluir que "ódio e intolerância" não são as mensagens do Cristo.
A ignorância e a inconsciência refletem a destruição dos atos ali praticados, o medo é elemento que age nas sombras do inconsciente motivando os rancores e a raiva. Mas a espiritualidade verdadeira nada tem a ver com religiões, ela é uma conquista do Homem que se liberta das questões mesquinhas e mundanas e segue em busca de seu Cristo interno, e esse é o mesmo caminho que os Mestres da Espiritualidade sadia nos ensina...
Então só nos resta compreender que mesmo que os Templos sejam quebrados, o TEMPLO verdadeiro está dentro de cada um de nós, e é lá que devemos verdadeiramente manter limpos, íntegros e prontos para os trabalhos...
Para os irmãos que tiveram sua Casa invadida, deixo minha solidariedade e amor. Tenho certeza que quebram as imagens mas a fé vem renovada, pois quem é do trabalho não desanima, e vivemos dentro da consciência da renovação do trabalho.
Que Santa Sara e todo Povo Cigano lhes abasteça com os bens da verdadeira fé, para que esta casa em breve retome seus trabalhos de caridade.




segunda-feira, 8 de junho de 2009

SAUDAÇÃO AO POVO DAS ESTRÊLAS


Salve o Povo quem vem guiado pelas estrelas!
Com as bênçãos de meu guia espiritual Sr. Pablo Ramirez e de minhas meninas, como carinhosamente gosto de chamar, as Ciganas Sibelle e Ana Rosa, quero deixar registrado, sob esse luar magnético e cheio de força desta lua cheia de hoje, meu apreço e respeito por esse Povo místico que trafega nos mistérios da espiritualidade com a maestrias dos sábios.
Muito mais que as cores e os sons que encantam nos terreiros de Umbanda, esse Povo mágico trafega na espiritualidade com suas magias que transcendem o nosso conhecimento em muito.
Enquanto nos hipnotizamos pelo maneio das mãos e o som dos pandeiros e castanholas, os elementais trabalham na rapidez da luz desfazendo mandingas e afastando os miasmas e larvas astrais. Na sua infinita sabedoria, forjada no barulho das rodas da carroça esse povo espiritual fez de seu destino um presente para nossos tempos conturbados, ensinando a difícil arte da persisitência e humildade, mostrando para nós encarnados desta época a difícil ciência de lutar com esperança e fé nas adversidades do dia a dia.
Muito diferente do que a cultura popular quer mostrara as ciganas de sangue tem sua vida pautada em regras duras de convivência e obediência a lei, e com tantas restrições retiram de suas dores o sorriso e força para transmitir segurança e coragem aos seus consulentes. A final quem pode entender tanto assim da alma humana se não tiver sofrido seu quinhão em outras eras.
Por isso entendem de amores perdidos, da importância da união na família, das renuncias necessárias, de recomeçar diariamente para conseguir seus objetivos, de lutar pela vida sem perder a fé e a alegria.
Aos meus irmãos meu profundo respeito, por escolherem seus filhos com apurada atenção, fazendo com que trilhem na mais perfeita concordância com os princípios da ética e do respeito as tradições.
Há quem confunda a alegria da dança e das roupas com um aspecto mundano daquilo que entendemos por "FESTA", mas não se engane, nas festas ciganas voltadas para espiritualidade sérios trabalhos estão sendo feitos na seara de Jesus, o mestre amado deste povo e de Santa Sara a madrinha espiritual deste Povo.
Muitas estradas se passaram sob as rodas das carroças destes irmãos, a lua, o sol, e as estrêlas testemunharam a evolução espiritual desta egrégora que veio coletando aprendizados e magias pelos quatro cantos deste mundo de Deus, portanto hoje, quando um Cigano Espiritual se põe a trabalhar, traz nas mãos as magias dos quatro elementos e a sabedoria ancestral dos seus antepassados, são Chefes de clãs, Magos do Astral, Mestras nas muitas magias, senhoras de muitos caminhos e conhecimentos. Se encantam é porque precisam destes recursos para que possamos nos abrir e facilitar seus trabalhos no nosso campo astral.
Que Deus ilumine nossos irmão astrais que tão lindamente trabalham no campo da espiritualidade, trazendo para todos que afinizamos com essa energia as benesses de luz e de fraternidade que nos permitirão um dia viver a fraternidade em seu sentido mais verdadeiro.
Salve o Povo Cigano!

BARALHO CIGANO/ CARTA 14/ 9 DE PAUS



Esse Arcano nos diz que nem todos ao nosso redor podem ser merecedores da nossa confiança. Muitas vezes gostamos de pintar um mundo cor de rosa, onde tudo transcorre sem problemas, mas sabemos que não é assim.
A carta da raposa vem alertar para as falsidades que podem estar presentes em qualquer relação, seja ela no meio da família e amigos ou no âmbito profissional.
Não é preciso ficar desconfiando de todos o tempo todo, mas é necessário saber que lobos se escondem em pele de cordeiro, e a esperteza e falsidades fazem parte deste mundo em evolução.
Se esse Arcano aparecer em meio a uma tiragem de assuntos comerciais ou negócios em andamento, cuide de prestar atenção nos papéis que estão envolvidos, e nas mãos de quem cuida de seus negócios.
Cuidado com propostas e negociatas, para que não ocorra prejuízo. Um bom conselho é ficar esperto como uma raposa, e cuidar de seus interesses pra que não haja prejuízos.
Um aspecto interessante deste Arcano é seu potencial de sedução. Muitas vezes gostamos de ouvir elogios e agrados, e se este for seu ponto fraco, cuide para não cair no conto do vigário.
A raposa informa que é preciso cuidar do próprio território, pois o que construímos com tanto esforço pode perder-se facilmente se não cuidarmos bem.
A Carta inclusa, 9 de Paus, apela para nossa força interior e a capacidade de buscar os recursos internos para lidar com as batalhas da vida. Portanto não desanime nas dificuldades, elas são provas que podemos nos superar para chegar ao outro lado do problema, saindo vitoriosos.

Resumo: Carta negativa, que alerta contra as maldades, armadilhas e traições. Cuidado com pessoas sedutoras e manipuladoras. Se tiver sociedade com alguém, preste atenção no que anda acontecendo e saia da posição de chapéuzinho vermelho, pois o lobo mau pode andar por ai...Use seus instintos e recursos internos e boa sorte!