Páginas

Que Sta Sara abençoe nossos caminhos!

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Bem vindo 2018 - 1/1/2018 - A doçura dos novos começos

Dia 1/1/2018 - Dia Mundial da Paz

Desejo paz a todos, em todos os planos da existência, inclusive aqueles que não conhecemos.

Quando fui "convidada a escrever sobre as cartas do Baralho das Almas durante todo o mês de dezembro, sinceramente achei que seria fácil, mas não foi, rsr...

Esse baralho tem um "quê" curativo que de certa forma me descascou as feridas da Alma e me proporcionou uma espécie de cura, pela qual sou muito grata. Pelo que conheço da espiritualidade, essa cura chegou até muitas pessoas.

Quando comecei a escrever no dia um, optei por retirar três cartas do baralho, as cartas que representavam as pessoas: homem, mulher e criança. Isso para que as mensagens fossem direcionadas de forma ampla e irrestrita. 

Sobraram 33 cartas e o mês iria até o dia 31, então ontem ao retirar a 31ª carta para finalizar o mês e o ano, me deparei com as duas cartas e sua mensagem deliciosa, meiga e cheia de boas vibrações para todos nós.

Sim , é assim mesmo, era como se eu os ouvisse falando... depois de dias e dias carregando a Cruz, agora é hora de saborear a vida.

Duas lindas cartas conectadas às energias de alegria e as melhores vibrações de amor e paz .

Nesse ano, não importa o que aconteça não seja apenas "alegre", seja a alegria, deixe fluir a alegria de modo espontâneo, leve, e estenda essa boa vibração aos que "navegam" na mesma viagem.

Não importa onde esteja, não apenas deseje a "paz" ou que esteja cercado de "boas energias". Seja a Paz e espalhe as energias que deseja.

Assim como as crianças, que riem do tombo, fazem as "pazes" e num enrolar de dedos voltam as boas, vamos cultivar essa inocência e leveza  para começar o ano muito bem, e diariamente afirmar essa vontade de não paralisar por causa de uma queda, ou um mal entendido.

No seu Navio que partiu agora a pouco, abasteça de doçuras todos os dias e seja a paz na certeza que NUNCA ESTAMOS SÓS, JAMAIS ESTAMOS SEM A PROTEÇÃO DIVINA. 

Ponha o nome que quiser, seja qual for sua crença ou descrença, sinta-se abraçado pelo doce despertar desse ano e sejamos a paz além de toda a compreensão.

Bênçãos para cada dia do ano, que nós tenhamos doçura e alegria para distribuir e paz e serenidade para sermos mensageiros de boas vibrações para nós mesmos e para todos nesse mundo. Somos todos UM!

Feliz 2018 

"Que todos os seres sejam felizes e que meus pensamentos, palavras e atos contribuam para a felicidade de todos os seres."
http://www.anjodeluz.net/mantras/lokah_samastah.htm

domingo, 31 de dezembro de 2017

Reflexão com o Baralho das Almas 31/12/2017 - A grande viagem

Como diz o poeta, a vida pede um pouco mais de calma, a vida pede um pouco mais de Alma!
Na primeira hora de 2017 nós embarcamos no Navio da Vida para mais uma jornada, e me cabe dizer que nem todos conseguiram chegar ao final dessa temporada.
Quem está aqui, seja em que condições for, deve agradecer pela oportunidade, ela é única e intransferível, limitada ao karma e sujeita ao aprendizado para o aperfeiçoamento da consciência.
Quando comecei a tirar as cartas no dia 1/12, me perguntava curiosa, o que os Velhos iam preparar para o ultimo dia desse ano, que carta seria! 
As cartas foram saindo e hoje estamos no ultimo dia desse ano, com a ultima carta do Baralho das Almas, o Navio que encerra a grande viagem de 2017.
Como foram as experiencias vividas, como estava o mar da vida na travessia dessa jornada de 365 dias? 
Você planejou sua viagem? Foi surpreendido pelas tempestades, tremeu de medo ao ver o tamanho das ondas que o mar da vida trouxe?
Adoeceu, enjoou ao cruzar o mar nas turbulências da incerteza?
Foi precavido, juntou o necessário de energia, força e coragem para chegar até aqui?
Como fez nas noites em que não havia nem lua nem estrelas para guia-lo até o próximo porto?
Quem viajou com você, quem ajudou na travessia, a quem você estendeu a mão quando ao seu lado outros Navios tombaram naufragados no mar do desespero?
Não importa como, nós que chegamos aqui, sejamos gratos.
A pedido das Santas Almas eu coloco aqui o significado deste Navio, um Navio de carga humana,  desumanamente aprisionando e torturando vidas. Cabe a nós a libertação dessas dores passadas e quebrar os grilhões que nos prendem ao passado sofrido, aos que ferimos e aos que nos feriram, aos nossos algozes e inimigos de qualquer tempo.
A viagem foi grande e para alguns de nós deu a sensação de ser interminável, mas aqui estamos, próximos ao Porto que por segundos, quando as luzes brilharem no céu, teremos a ilusão de tudo novo, um novo tempo, novas alegrias, novas realizações e assim desejo, mas atenção, em poucos instantes o Navio parte para a próxima jornada (a eterna jornada, a grande viagem da vida). 
Desejo que no desembarque, deixem os pesos desnecessários, e se abasteçam de fé, de amor, una seu coração a outros corações perto ou longe de você, encha seu Navio de paz, e vá com mais lucidez, planeje com gentileza e respeito a si  mesmo e faça  todas as paradas necessárias para rever o curso de sua viagem. 

Não tema voltar atras, não tema pedir ajuda, não se envergonhe de não ter todas as respostas e ser não ser um exímio piloto. Seja o melhor que puder e a cada dia tente de todo coração fazer o seu melhor.

Agradeço a vocês que seguiram comigo, família, irmãos fraternos,  amigos, clientes, leitores, almas generosas que me estenderam a mão e alimentaram meu coração com boas palavras, que me seguraram a mão e deram seu ombro como apoio para os momentos em que perdi a serenidade.

Não há como agradecer, é muita sorte ter vocês comigo!

Aos amigos fiéis da espiritualidade, meus Guias e Guardiões, minhas Almas Sábias, Benditas e Santas, olhem por nós pequeninos na grande jornada que começará em poucas horas. Estenda suas bênçãos aos que lerem esse texto, amplie as bençãos aos que moram eternamente em nosso coração.

Peço a misericórdia pelo ano que finda, Deus sabe o quanto custou a cada um de nós, sinto muito se não pudemos dar o melhor de nós,  e peço as bençãos para que nossos olhos se abram para o vasto horizonte que nos dará a chance de não cometer os mesmos erros.

Abença Vovó, Abença Vovô! Gratidão meus Velhos, adorei as Almas e sem Elas eu não chegaria até aqui!

Adeus 2017, me perdoe, sinto muito, te amo e sou grata por tudo...

#adoreiasalmas #tzaradaestrela #baralhodasalmas

sábado, 30 de dezembro de 2017

Reflexão com o Baralho das Almas 30/12/2017 - A hora de dizer adeus

Reflexão com o Baralho das Almas  30/12/2017

Mais um ano se vai, menos uma estação para nossa Alma "passageira" do trem da vida, e me pergunto amigos, porque ficamos apegados aos problemas se a cada ciclo nossa temporada aqui se torna menor?

Que difícil é entender que "tudo passa"!

Alegrias e seus momentos maravilhosos, o travesseiro molhado de lágrimas de desespero, as angústias e aflições que geram tanto mal estar...tudo passa, mas muitas vezes nós ficamos tentados a prender os acontecimentos nas mãos.
Nossas mãos viram garras para aprisionar a alegria, mas a alegria vivida nunca mais será a mesma. Os beijos de amor se dissolvem, se recriam de outras formas, os filhos que parimos e desejamos cuidar a vida inteira se tornam adultos e seguem a vida, o casamento se transforma em múltiplas opções de convivência, e aí mora a riqueza da vida, deixar ir, deixar seguir para não interromper o fluxo.

Nossas mãos também viram garras para aprisionar a dor. Parece estranho, não é? Mas temos apegos às dores, ao vivido como desamor, ao que nos magoou , feriu, ao abandono e a ausência de abraços.
Essa dor conhecida nos "protege" de futuras dores, isso queridos é o que nosso Ego pensa. O Ego é caprichoso, um jovem teimoso que insiste em ter razão.

Voltamos inúmeras vezes ao sofrimento para "entender" o que houve, mas esse retorno vaidoso que busca explicações não ajuda em nada. A vida nos diz todo dia: acorde, levante, você está num novo tempo, faça o seu melhor, aperfeiçoe-se.

Voltamos inúmeras vezes para beber da taça amarga da mágoa, para justificar que não merecemos sofrer, e claro, sofremos mais, e muitas vezes essa dor exige culpados e punidos. Tanto tempo perdido...

Nesse fim de ciclo, desejo que todos encerrem suas dívidas intimas, para consigo ou para com os seus amados, encarnados ou desencarnados. Vamos deixar o fluxo da vida seguir, sem segurar o tempo nas garras vaidosas da razão. Vamos optar pela paz.

Ainda temos tempo de concluir algo que ficou perdido, de trazer luz ao que escondemos em nosso coração, de sermos gratos pelos aprendizados deste ano que foi muito difcicil para muitas pessoas em todo o planeta.

De hoje para amanha considere tirar um tempinho para você avaliar suas experiencias de 2017 com honestidade, limpar seu coração de culpas, mágoas, dores, luto, e avaliar sem a "razão", apenas com seu coração,  pedindo ao alto que lhe aponte a direção correta, contando com a misericórdia e benevolência dos Mestres.

Uma vez Vovó Maria do Rosário falou assim  para um filho que pedia consulta: Meu filho, você está chorando tanto pelas flores que morreram que não está cuidando das que estão brotando hoje. Pelo menos use essas lágrimas para regar o que vai chegar, senão as novas  flores vão secar também.

Vamos nos despedir desse ciclo, vamos nos despedir dos nossos erros e procurar alguma boa lição para crescer, vamos nos despedir do que foi bom e nos abrir para a construção do melhor, vamos seguir adiante com as bençãos das Santas Almas.

Abro um parentese aqui: Dedico esse post a todos os meus amados familiares e amigos que partiram. Que estejam em sintonia com o amor que tivemos e sempre viveremos. Que os Anjos olhem por eles e eles tenham misericórdia de nossas imperfeições. 
Se seu coração pedir faça o mesmo, envie amor e luz aos que já concluíram sua missão entre nós e nos aguardam em breve.

Compartilhe se julgar útil, marque seus amigos se for ajuda-los. Nosso ciclo de posts encerra amanha.

Te desejo a paz e o bem!
#tzaradaestrela #adoreiasalmas #baralhodasalmas





sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Reflexão com o Baralho das almas 29/12/2017 - A água da vida



A imagem pode conter: telefone
Reflexão com o Baralho das Almas - A água da vida 
29/12/2017
"Preto Velho já está cansado. Preto Velho por Deus coroado, Aruanda mandou lhe chamar: Uma vela, um copo d'Água na mesa,um rosário de Nossa Senhora e a Pemba de Pai Oxalá."
Basta isso pra curar, serenar nosso coração, trazer uma renovação interior, equilibrar. Nós também somos mais água do que sólido, mais de 70% de fluidos correndo pelo sistema orgânico e precisamos desintoxicar o que se agrega espiritualmente nos corpos físico, astral, mental.
Um copo de água é uma benção! Nas mãos de nossa mãe, adoçado com açúcar cura o tombo, o brinquedo perdido, um susto ou uma dor.
Nas mãos de um Velho ou um Idoso, com rezas sussurradas é certeza de bençãos vindo em nossa direção.
Quando sentimos os elementais vibrando no copo de água 💦 que magia!!!
Que magia Divina poder equilibrar nossas águas internas e não precisar viver no tsunami 🌊 das emoções.
Com as águas batizamos, regamos nosso jardim, recebemos chuvas de bençãos, lavamos o corpo e com lágrimas lavamos a Alma.
Com as bençãos dos Velhos fazemos os chás, os banhos, os caldos, e curamos o que for preciso. Água é um bem terapêutico para a vida. 
Nos mostra que a transparência é uma dádiva que traz clareza interior e nas relações, mostra que ser passivo contém a potência para se transformar no que preciso for. Nos permite entender que moldar-se ao " recipiente da vida" é sinal de inteligência.
O ano está acabando e deixo com vocês uma Magia de minha Velha Maria do Rosário: 
Para limpar e descarregar seu ambiente, corte uma cebola sem casca em cruz, coloque numa vasilha Branca ou transparente e cubra com água. Deixe assim por um dia, no local de sua casa que você deseja purificar. No dia seguinte despeje a água da cebola em água corrente e a cebola pode ser enterrada ou colocada na natureza.
Lembre: todo trabalho pede foco e fé, e sempre gratidão.
Bençãos e paz!
#baralhodasalmas #tzaradaestrela #adoreiasalmas 
Gratidão minhas Almas Benditas!

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Reflexão com o Baralho das Almas 28/12/2017 - A mente precisa de Paz

Nenhum texto alternativo automático disponível.


Dia 28/12/2017 - A mente precisa de Paz
Reflexão com o Baralho das Almas 
Senhor serena a minha mente...
Pedimos isso nos momentos de aflição. Sentamos diante dos Vovôs e choramos nossas mágoas, reclamamos, lamentamos como crianças. 
Os Velhos nos ouvem em profundo silêncio e todas as mazelas se desfazem na fumaça de seu cachimbo...
Nosso pensamento atormentado também é como uma fumaça, só que negra, rodamoinho turbulento e infrutífero.
Com a mente criamos o mundo. Que mundo criamos para nós? 
Queremos paz, mas pensamos em guerra, queremos progredir mas pensamos pessimistas, queremos amor mas pensamos nos perigos da entrega e no medo do abandono, queremos justiça, mas não sabemos perdoar...
Sinceramente, os Velhos devem ter muita misericórdia para ouvir tantos lamentos. 
Essa mente inquieta, voraz, precisa acalmar seus impulsos e ceder aceitando o fluxo da vida tal como é.
Precisa aceitar, precisa ceder, precisa desapegar dos problemas e dores passadas, pois viver é seguir o fluxo. A vida se esvai como a fumaça do cachimbo, que pode ser apreciada, mas não pode ser aprisionada.
Parece impossível, mas não é: podemos mudar a direção de nossa mente, ajustar o foco e buscar a serenidade.
Desejo o bem a todos! 
Deixe o passado passar, amplie a visão, limpe o coração das mágoas, acalme a mente. Tudo passa, tudo segue.
#adoreiasalmas #baralhodasalmas #tzaradaestrela #menteserena

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Reflexão com o Baralho das Almas 27/12/2017 - Ouro, a alquimia da Alma


Qual é sua maior riqueza? O que é insubstituível em sua vida? O que ilumina seus dias como um sol e seus raios, entrando por dentro da janela de seu coração todos os dias?

Esse é seu ouro, seu bem precioso, sua fortuna maior na vida.

Zele pelo seu tesouro, zele pelas coisas que não tem preço, zele pelos valores maiores que o dinheiro não compra.

Perdeu seu tesouro? Seja um mago alquimista...

Transforme tudo em ouro, em joia.
Dores, erros do passado, frustrações, enganos, desvios, mágoas, traições...tudo. Nenhuma dessas dores  lhe servirá por muito tempo, chore pelas lições, mas transforme-as. 
Coloque tudo em um recipiente limpo pelo entendimento de que és um ser falho e diminuto perante a luz da sabedoria maior, mas perceba que estás no caminho, um iniciado buscando evoluir.

Tudo colocado em seu recipiente magico, ponha as mãos em seu peito e deixe verter a dor e o sangue, gota a gota, até que estejas morto para as coisas do passado, e sua dor vivida  seja o ouro recuperado em total brilho e esplendor.

Essa carta tem uma linda mensagem espiritual, silencie, processe, depure e depois quando o tempo chegar deixe seu brilho trazer luz para quem precisar dela.

As palavras e os sentimentos que passam pelo processo alquímico da Alma são curativos, remédios, bálsamos, bençãos, benditos, assim como são as palavras que ouvimos dos Velhos e Velhas da Umbanda.

Olhe por nós Vovó Maria do Rosário, ajude os seus filhos a caminhar como alquimistas pelas estradas da dor, que sejamos ricos de bençãos ao final dessa jornada.

Desejo de todo coração que tudo seja ouro para todos nós!

#adoreiasalmas #tzaradaestrela #baralhodasalmas 



terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Reflexão com o Baralho das Almas 26/12/2017 - O Castigo e o perdão


Perdoe-se, liberte-se!
Somos humanos e vamos errar. Somos liderados pela emoção, pela ansiedade e nos precipitamos com atitudes e palavras que jamais deveriam acontecer. O pote se quebra, a água se derrama no chão e depois quem morre de sede somos nós pois agimos de forma intempestiva, cruel, passional, impaciente, irracional. Somos feras!

Perdoe-se, liberte-se!
Mas não seja condescendente demais com seus erros. Mude, faça melhor, busque sair dos hábitos e dos padrões de desamor. Nem tudo segue o curso que desejamos, temos de aceitar isso com humildade. Nem tudo podemos controlar, não vamos modificar ninguém além de nós mesmos. Aceite isso.

Perdoe-se, liberte-se! Feriu alguém?
Não adianta mergulhar num poço de culpas e desejar arruinar a própria vida por ter ferido alguém, especialmente os que amamos. Não faça isso, não adianta. A dor não se cura com mais dor. Somos prisioneiros da ignorância, quando não abrimos os olhos para luz, queremos dominar a vontade do outro sem a capacidade de ver com clareza. 

Ilumine-se para ver melhor, para amar com mais profundidade.

Perdoe-se, liberte-se! Siga adiante...
Deixe o passado ser passado e siga a vida com novos olhares, novas palavras, novas atitudes. Eu sei...tem coisas que custam a passar. Mágoas difíceis de curar, situações difíceis de perdoar. Somos humanos e sei como isso é difícil! Mas com amor vamos limpando as feridas dentro de nós, fora de nós.

Perdoe-se, liberte-se! A vida é muito breve...
A vida é um sopro. Tão rápida, tão fluida...não, não vale a pena castigar ninguém, nem castigar-se também. Aceite tudo da melhor forma que puder e não maltrate ninguém e nem maltrate a si mesmo. Estamos todos num processo curativo da Alma.

Eu me perdoo, eu me liberto, eu te perdoo, eu deixo você seguir livre...

Pelas horas difíceis que passamos, pelas lágrimas que já derramamos, pelos momento de aflição e opressão, pela dureza da vida, pela falta de clareza que nos fez agir de forma grosseira, cruel, indiferente a dor do próximo, eu peço as Almas Santas e Benditas, as sábias Almas que nos ilumine e nos conduza pelos caminhos do amor.

#adoreiasalmas #baralhodasalmas #tzaradaestrela 

Esse texto faz parte de um conjunto de reflexões sobre o Baralho das Almas. Se foi útil para você fique a vontade para compartilhar.
Gratidão!